Sempre Solteiro | Casar ou não casar

21 de out de 2011

às 07:19

Casar ou não Casar! Eis o dilema!!!!!!
Por Marcos Unicovsky

Primeiramente gostaria  de salientar  a frase dita por um grande amigo que adotou a solteirice como estilo de vida, “Quem gosta de coleira é cachorro adestrado”!!!!!

Adianto, antes de qualquer coisa, que não sou adepto a este estilo de vida. Acredito no amor, na paixão e no companheirismo. Acredito também que uma vida a dois pode ser muito tranqüila e romântica. No entanto, ficar solteiro traz tantos benefícios quanto ficar casadinho.

Mas vamos ao que interessa, gostaria apenas de explicar o porque de estar escrevendo agora para todos .

Recentemente, numa conversa no MSN com a Paula, falávamos sobre o site e a coluna Sempre Solteiro. Foi quando veio a ideia de eu escrever. Curioso e metido do jeito que sou, prontamente respondi “-oba, sério???? Posso falar da decepção com as mulheres”. E ela finalizando, “-toca ficha meu amigo”. Nesta senda, autorizado e já com os dedos afiados, abri meu Word e comecei a dedilhar!!

Porém, gostaria antes de fazer um breve relato ao meu ponto de vista. A vida toda estive fora dos padrões impostos pela sociedade, leia-se mulheres. Sempre fui gordinho e já naquela época sofria de bullying (nem existia essa palavra ainda), porque menina alguma aceitaria andar com um gordinho de mãos dadas, ainda mais quando se tem 14, 15 anos. Na adolescência, as gurias apenas queriam ficar ou namorar com o popular do colégio, com o guri que era bonito e que, principalmente, todas as outras colegas também  achassem, nessa fase da vida o importante não era  conhecer a pessoa, mas sim, o que as outras meninas pensavam, desfilar e causar inveja nas amigas era objetivo nessa etapa da vida.

Passei a adolescência  solteiro e sozinho, tinha  chegado a conclusão que não mudaria o meu estilo ou meu o jeito, para namorar alguém. Frustração ultra mega máster blaster! Enfim, substitui a minha vontade de namorar em apenas conquistar os meus objetivos.

Formei-me no colégio, passei no vestibular e “PUFT”, a vida de adulto começava a bater a porta. Percebi que na universidade, as mulheres não mais se interessavam se o cara era gordo, negro, branco ou se tinha alguma outra peculiaridade, mas sim, se o cara era inteligente, se era bem influenciado e bem relacionado. A partir deste momento, comecei a perceber que a vida talvez valesse à pena. Em alguns meses de aula eu já tinha mais amigas do que toda a minha vida de colégio, onde todas as mulheres me  apreciavam, me requisitavam, obviamente que não para namorar, mas para fazer parte de grupos de estudo, para sair para um happy hour, para qualquer evento, e isso fez meu ego ir às alturas, me senti homem, algo que nunca havia sentido na minha vida!!!!!

Percebi, que tinha outras qualidades que supriam o fato de ser gordinho, que, finalmente poderia estar perto de mulheres lindas que talvez até conseguisse namorar com alguma delas. Mas ai, mais uma vez tive uma  decepção,  notei que as mulheres só queriam  amizade comigo, que não serviria  para ser namorado de nenhuma delas. Foi então que resolvi tomar à maior conclusão na minha vida. Ser solteiro “FOR EVER”, levaria esse conceito de solteirice até alguma mulher cair de pára-quedas!!

Com esse conceito já estampado na testa, a minha vida se tornou muito melhor, não pensar 24 horas por dia em ter alguém, me fez resgatar outros objetivos, foi então que comecei a dedicar minha vida em meu aperfeiçoamento.

Passado algum tempo estava mais magro, mais belo e enfim usando a calça 46, “padrão para as mulheres” hauahauhaua, e com certeza me sentia muito melhor, foi então que, aos meus 25 anos, descobri o Valor de se ter escrito em seu estado civil a palavra SOLTEIRO, e o valor que tem essa palavra.

Hoje com 31 anos,  e ainda  usando e muito a palavra solteiro, praticamente a cada 5 palavras ditas 12 são SOLTEIRO. Explico o por que: ser solteiro é ser livre, é não dever explicações, é não ter que agradar ninguém quando não se esta afim, é poder chegar as 4 da manhã em casa bêbado e dormir sem se preocupar, é  poder sair sem se preocupar em ser visto, enfim só vejo a felicidade em ser solteiro. No entanto, tem pessoas que agora, ao lerem isso, pensarão, “ A mas tem seu valor ter alguém, alguém que se preocupe, que te ame, que te queira bem,” aí eu respondo, se nós mesmos não nos  amarmos, não nos queremos bem e não nos preocuparmos conosco, quem fará melhor???

A vida é curta e deve ser vivida ao máximo, não digo que NUNCA  terei alguém, mas agora nessa etapa da minha vida eu quero viver a minha vida e curti-la ao máximo, e nunca se esqueçam amigos e amigas , SOLTEIRO SEMPRE, MAS SOZINHO NUNCA!!

Compartilhe: Tweet This ! Share On Facebook !
Curta:

12 comentários:

  1. Marcos, parabéns pela coluna!!! Muito bom o teu texto e realmente, concordo com muita coisa!
    Infelizmente, o mundo de aparências ainda comanda grande parte das relações Homem x Mulher.

    Mas, esperança é a última que morre! Hehehe...

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Marquito,

    Querido... E VIVA a solteirice!!!

    Brincadeiras a parte, Parabéns pela coluna!

    ResponderExcluir
  3. Bom texto Marcos, acho um pouco amargo, e acredito que estavas procurando pessoas erradas o tempo inteiro. Certamente também influenciado pelos padrões exigidos pelo mundo masculino. Que bom que se "achou"!!! O que no final de tudo é importante é estarmos bem, nos padrões que acreditamos ser o melhor para nós. Beijãooo

    ResponderExcluir
  4. Marcos! Olha, eu me identifiquei MUITO contigo e tua história!! Desde o colégio, sempre fui mais gordinha, sempre fui a rebelde sem causa, a roqueira punk que pintava os olhos e só usava preto, a louca que quer estudar publicidade e eu nunca me importei com namoros, ficantes, beijos e tudo mais. Sempre tive pensamento diferente da maioria, nunca fiquei com mais de um em uma noite e tudo mais.
    Pois bem, em um belo dia, me dei conta que um grande amigo poderia ser um grande companheiro. Resultado: casei com ele e sou MUITO feliz!
    Parabéns pelo texto e curte tua solteirice mesmo! Quando for a hora, a mulher da tua vida vai aparecer e tu vais ser muito feliz, com certeza!

    ResponderExcluir
  5. Adorei mesmo não sendo solteira hehehehe
    Muito bom quero ler mais colunas tuas :d

    ResponderExcluir
  6. Adorei a coluna Marcos!
    O mais importante é estar feliz com o estado civil. Já tive momentos em que não queria saber de vestir uma coleira. E durante esta fase cheguei a apostar que jamais vestiria novamente... estava muito bem solteira, e bem resolvida.
    Mas a vida é uma surpresa e me presenteou com um cara incrível e que só veio somar na minha vida, decidi então mudar a aposta e casar! Tá valendo a pena!
    Então, concordo contigo, a vida deve ser vivida ao máximo e acima de tudo, viver FELIZ!!!!

    ResponderExcluir
  7. Sou casado e chego bebado em casa de madrugada, não paparico minha mulher 24hs por dia e não preciso me explicar toda hora. Buenas, falo pq conheço os "dois lados" da moeda. Logo, felicidade não existe apenas de um lado (solteiro).Parabens pelo texto

    ResponderExcluir
  8. Uau...impressionadíssima!
    Até parece que alguém resolveu escrever sobre os meus pensamentos.
    Sempre fugi dos padrões de beleza. Não sou alta, magra e muito menos loira. Sempre fui a engraçadinha da turma, aquela que todos sempre querem por perto, mas dai a querer me namorar já eram outros quinhentos.
    Certa vez ouvi que eu não era o tipo de mulher que parava o transito, a mulher que chamava super atenção por onde passava. Isso me fez pensar: será mesmo que isso é o que de fato importa? Preciso malhar e ficar do tipo saradona? E o que eu realmente sou, tanto faz? Então eu posso ser uma mulher gostosa, mas sem um pingo de conteúdo? Foi ai que eu decidi: se não me aceita do jeito que eu sou, realmente não me merece. Assumi a minha solteirice até que apareça alguém que faça valer a pena.
    E sempre digo que em um determinado momento da minha vida eu tinha duas opções: malhar ou ler um livro. Sempre escolhi ler um livro, afinal dá muito mais trabalho ser gostosa do que inteligente!

    ResponderExcluir
  9. Legal e concordo e quando já estava respondendo que isso não é decepção com as mulheres, pois acontece do lado inverso... a Aline mesmo respondeu o que acontecia com ela. Eu nunca fui gordinha no colégio... mas sempre fui a palhaça: servia pra amiga e não servia pra namorar... pelo menos era o que eu tinha colocado na minha cabeça... se fosse nos dias de hj poderia dizer que passei a fase do colégio BV! Hj sou casada e feliz e esperando a Antonella... mas achei que ficaria sozinha pro resto da vida.

    ResponderExcluir
  10. Adorei o Texto, muito bem escrito, e a vida é feita de escolhas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Mas foi bom, pois, chegando aqui na frente de casa, eu pude só dizer “tchau, preciso muito fazer xixi, nos falamos outra hora.

    ResponderExcluir
  12. Olá Marcos..
    Como muitos já disseram ficou bacana o texto e tal.. só que agora era bom ter um texto de quem sabe os beneficios de ser casado ou compromissado de alguma maneira.. afinal você só tem visão de um lado da moeda.. já que não disse de envolvimentos sérios...Deveria ter aqui uma comparação.. Casado X solteiro..

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Sempre Noiva © Copyright 2012
Design por Delikka