Sempre Juntos | Mateus + Carolina

20 de jan de 2015

às 08:30

O Sempre Juntos de hoje vem lá de Belo Horizonte.
Quando li o relato da Carol fiquei super emocionada.
Eles organizaram o casamento a distância, e levaram o maior susto quando souberam o o buffet que eles tinham contratado faliu super perto da data da festa deles.
Um casamento lindo e uma noiva diva! Eu amei o vestido dela!

Vem ler o relato da Carol, espiar as fotos e assistir o Same Day Edit deles:
(e ler o outro susto que eles levaram!)



Fiquei noiva em julho de 2013 e duas semanas depois meu noivo foi chamado para trabalhar em Porto Alegre. Ambos somos de Belo Horizonte. Decidimos permanecer com a data do religioso, novembro de 2014, e adiantar o civil para outubro de 2013, mês que nos mudaríamos.
Antes de ir para POA adiantei o que pude.
Em pouco tempo fechei igreja, salão de festa, vestido de noiva, decoração, buffet, fotografia e vídeo. O restante fui fazendo à distância, por meio de muita troca de e-mail's, telefonemas e viagens. No total, foram 5 idas à BH em um ano. Em cada ida fazia uma prova do vestido de noiva, ou até duas, dependendo do tempo que ficava. Aproveitava bastante esses dias com a família e amigos.
Todos os fornecedores escolhidos eram/são consolidados no mercado e bastante conhecidos dos mineiros. Mas isso não impediu de sermos lesados.
Faltando 5 meses para o grande dia, o nosso buffet faliu. Um buffet grande, 20 anos de mercado, que já conhecíamos de várias festas, como iríamos saber? O pior é que estava tudo pago! Continuamos os preparativos e conseguimos um outro buffet, meio ressabiados sim, mas nunca desistentes. Afinal, era esse o nosso sonho!
Casamos na principal igreja de BH, a Basílica de Lourdes e a recepção foi a duas quadras da igreja. 
Fiquei bem tranquila durante todo o dia e todos estranhavam essa calmaria toda. Mas quando me vi pronta, caí na real. Fiquei muito nervosa, chorei e foi tão nítido que dava pra perceber, nem conseguir sorrir eu conseguia de tão nervosa! Fui respirando fundo até passar e ficava me lembrando toda hora que não podia chorar, porque ficava muito feia chorando! rs
Alguns minutos antes de começar a cerimônia, com todos a postos na Igreja e eu aguardando o carro vir me buscar, fui avisada que o motorista tinha sofrido um assalto a mão armada. Não levaram o carro antigo pelo fato de não correr, mas levaram todas as chaves dos carros do fornecedor, além de seus documentos e celular, e deram uma coronhada nele. Na hora, confesso, não fiquei chateada, lembro de ter perguntado ao cerimonial se o motorista estava bem. Em um minuto conseguimos outro carro, um amigo meu de faculdade tinha acabado de chegar à Igreja e voltou pra me buscar. Enquanto o esperava, vi que o salão estava lindo e que meu sonho, apesar de alguns imprevistos, iria acontecer de verdade! Nessa hora, rezei e agradeci à Deus essa alegria em minha vida. A partir desse momento, até o final da festa, fiquei anestesiada. 
Quando as portas da Igreja se abriram e vi o meu marido lá na frente, todo lindo e sorrindo, me deu vontade de chorar, mas olhei pros convidados e segurei o choro. Ao chegar no altar, ficamos nos olhando, nos namorando. Estávamos tão felizes! 
Na troca de alianças me engasguei toda e não conseguia falar, fiquei muda! O padre teve que falar por mim! rs
Saímos dançando da cerimônia e demos de cara com o fornecedor do carro. Ele tinha ido nos buscar na Igreja! Pegou o único carro antigo que tinha, um Vemag 2 portas, e nos levou à festa. Estava tão nervoso que deixou o carro morrer e errou o caminho. Nos pedia desculpas sem parar (como se fosse culpa dele). De lá, ele foi direto à delegacia, pra fazer o BO.
Na recepção dançamos a nossa música e depois dançamos com os sogros e pais uma música lenta. Logo depois meu pai e eu abrimos a pista de dança. Dançamos no improviso uma música bem agitada. Fomos até o chão e foi muito divertido! Tinha que fazer isso!
O restante da festa correu tudo bem. Muita bebida, muita comida, muita animação na pista de dança, shots de tequila, cachaça artesanal no cantinho mineiro e muitos sorrisos! O Same Day Edit fez muito sucesso entre os convidados! Vale a pena.
Como já disse, me senti anestesiada. Parece que tudo durou apenas 2 minutos e que foi um sonho. Sabe um daqueles sonhos que a gente tem a impressão que, de tão real, parece que aconteceu mesmo, mas que, ao mesmo tempo, você sabe que foi só um sonho? Estou ansiosa para receber as fotos e o vídeo final, só pra relembrar mais um pouco desse sonho lindo!
Meninas, casem! Mas melhor do que festa, melhor do que bolo, melhor do que animação na pista de dança é ser feliz, estar feliz e fazer a pessoa que a gente ama feliz! E nenhum imprevisto tira a nossa real felicidade!



































Imagens: Agência Uai


          
                     SAME DAY EDIT Carolina e Mateus from Registro_Wedding on Vimeo.


Como foi a noite anterior ao grande dia? 
Bem divertida na verdade. Como a Basílica de Lourdes não permite ensaio, ensaiamos na casa dos meus pais. Deu até um friozinho na barriga rs

Qual a música mais marcante?
A música que marido e eu dançamos, que é a nossa música. Olha, Chico Buarque.

Qual o destaque gastronômico?
Comida mineira é tudo de bom, servimos uma mesa só com quitudes mineiros, pão de queijo, torresmo, clado de cana com pastel, mini tropeiro, etc. Estávamos com saudade disso!

Algo velho, emprestado, novo e azul?
Só tive o algo velho, que foi o meu terço que ganhei da minha vó há anos, e o novo, que foi o vestido.

Qual o momento mais emocionante da noite?
Segundos antes da porta da Igreja se abrir. Ouvimos o início da música, meu pai começou a se emocionar e eu fiz uma gracinha pra ele relaxar na hora. Depois foi a dança animadinha com o meu pai. Sem ensaios, ele sendo ele mesmo. Quem conhece o velho sabe que a festa começa quando ele chega, ele dança de tudo e é muito animado! 

Faria algo diferente?
Apesar de alguns problemas, como a falência do buffet e o assalto ao carro momentos antes de me buscar, não, não faria nada diferente. Acredito que tudo acontece na nossa vida, conosco e com as pessoas que nos cercam por um determinado motivo, pra nos fazer crescer e aprender. Nossa felicidade não foi menor por causa disso.

Dica dos noivos
A organização, por mais estressante que seja (e a minha foi ao dobro pelo fato de ter sido à distância) é a melhor parte, por incrível que pareça.

Lista dos fornecedores:
CERIMONIAL: Pura Eventos

MAKE UP/HAIR: Andrea Alencar
VESTIDO NOIVA: By Paula Alta Costura
SAPATO NOIVA: Paolo
ACESSÓRIOS NOIVA: Pedro Muraro e By Paula
DECORAÇÃO: Luz e Flor
CERIMÔNIA: Basílica de Lourdes
CELEBRANTE: Padre Gilson
MÚSICA CERIMÔNIA: Coral FranPax
FESTA: Associação Médica
FILMAGEM: Registro Wedding
FOTOGRAFIA: Agência Uai
MÚSICA FESTA: Banda Yuppie
BUFFET: Sublime
ESPUMANTE: Casa Valduga
DOCES: Sublime e Isabella Franco
BOLO: Pelinsari
BEM CASADOS: Lenir Maia

Terno do Noivo: Marcelo Blade Alfaiate



Compartilhe: Tweet This ! Share On Facebook !
Curta:

0 comentários:


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Sempre Noiva © Copyright 2012
Design por Delikka