Sempre Juntos | Je + Tavico

22 de abr de 2015

às 09:30

Lembram o casamento que fui acompanhar em São Miguel das Missões?
Ele foi incrível!
Um casal super querido e muito especial pra mim.
Sabe quando todo astral é bom? Noivos queridos, convidados simpáticos e envolvidos e fornecedores impecáveis.
A Je conta toda a história logo abaixo, mas se eu pudesse resumir em apenas uma dica seria: case em um hotel!
O casamento foi no sábado a tarde, mas na sexta os convidados  já se hospedaram no hotel e foram recebidos pelos noivos com mimos em seus quartos e uma janta pra reunir todos e entrar no clima.
O fim de muitas horas de festa não podia ser outro: noivos na piscina congelante na madrugada!
Foi um final de semana de filme!

Fiquem com o relato da noiva e as fotos incríveis do Marcelo Andrade:


Querida Jô,

Fiquei imensamente honrada quando recebi teu e-mail, pois como sua leitora nunca imaginei ver o meu casamento publicado aqui no blog. E embora eu seja reservada (nem face tenho rsrs), autorizei a postagem porque além de gostar muito do teu trabalho, achei que meu relato poderia ser útil de algum modo as tuas noivinhas seguidoras.

Bom, eu sou do time das que sempre quiseram casar, tanto que comecei meus votos falando isso! E fui abençoada por encontrar alguém que compartilhava desse desejo, ainda que tenhamos demorado 08 anos para realizá-lo.

Eu e o Otávio queríamos um casamento pequeno, ao estilo mini wedding... algo íntimo, poucos convidados, com troca de votos, etc. E como temos religiões diferentes, optamos por uma celebração laica ao invés de uma cerimônia propriamente dita. Afinal, pra nós o mais importante era um casamento que celebrasse o amor, a vida!

Quanto ao local do casamento, tivemos dificuldade para escolhê-lo, pois moramos muitos anos em Porto Alegre, depois em São Paulo e há um ano e meio mudamos para o interior do RS. Logo, 90% dos nossos convidados eram de fora. Assim, pensando no conforto deles e na interação que gostaríamos de ter com todos antes do dia do casamento, optamos por casar em um hotel. E como sou da região das missões escolhemos São Miguel, pois imaginamos que além do casamento os convidados poderiam fazer um passeio turístico pelas Ruínas (a maioria fez e adorou!), sem contar que teríamos um cenário fantástico para o ensaio.

Durante os preparativos tive alguns contratempos, mas não abri mão de eu mesma fazer algumas coisas, como os itens de papelaria para cerimônia, carta de boas-vindas para o quarto dos convidados, tags para os lenços... os próprios lenços quando chegaram da costureira fiz questão de lavar, passar e perfumar um a um. Também elaborei e pesquisei cada mensagem presente nas placas que espalhamos pelo gramado, assim como os recadinhos constantes nos porta-retratos. E como faço artesanato, ainda fiz 160 caixinhas de MDF revestidas com tecido para colocar os bem-casados.

Sobre os “problemas” que tive com o casamento, um deles foi quanto a minha aparência física. Quando morei em São Paulo engordei muuuito, mas bem antes do casamento comecei a me cuidar e cerca de 08 meses antes intensifiquei esses cuidados (reeducação alimentar + atividade física). Contudo, por mais que eu emagrecesse continuava não me gostando e me achando gordinha.

O outro problema é que sou muito exigente e perfeccionista, como muitas noivas! Acontece que no dia do casamento as coisas não saem E-X-A-T-A-M-E-N-T-E como a gente quer!!! O que é normal, e portanto, toda noiva precisa estar preparada para isso. Afinal, muitas coisas estão além do nosso querer e do nosso poder! Por ex.: eu queria muito casar de véu, pois contrariando as superstições foi o noivo quem me ajudou a escolher o vestido em uma das viagens que fizemos! Então, o véu seria a minha “surpresa” para ele. Acontece que eu não podia imaginar que o vento estivesse tão forte a ponto de arrancá-lo antes que ele se virasse para me ver. Resultado: casei sem véu!

Ou seja, o que quero dizer para as noivinhas de plantão... é que se no dia do casamento a gente conseguir PARAR e SENTIR lá no fundo do coração o porquê estamos casando, quais as razões que nos levaram até aquele dia, aquele momento... NADA, absolutamente NADA vai atrapalhar o nosso casamento. Digo isso, pois mesmo não me sentido a noiva mais linda do mundo, eu amei me ver vestida de noiva! Amei meu cabelo, meu buquê! Meu vestido tinha uma história por traz e por isso pra mim ele foi o mais lindo! As joias que usei não eram de nenhum designer famoso, mas ganhei de pessoas que amo e que me amam (meus pais me deram os brincos e as amigas madrinhas a pulseira). E mesmo não tendo ocorrido tudo como eu planejei, os motivos que me levaram até aquele momento eram infinitamente superiores a quaisquer problemas! O nosso amor foi pleno e compartilhado, nossos votos emocionaram a todos, nossa alegria contagiou e animou a festa, e o casamento que começou às 16h terminou às 02:30 na piscina! Enfim, lembraremos e sentiremos saudades desse dia para sempre.

Então noivas, aproveitem cada segundo! Realmente passa muuuito rápido, e portanto não percam tempo com o que não vale a pena. Bjo e boa sorte a todas!
































































Organização: Gabriela Schneider
Fotografia: Marcelo Andrade
Vídeo: Guilherme Coelho

Lembrancinhas: Noiva

Compartilhe: Tweet This ! Share On Facebook !
Curta:

0 comentários:


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Sempre Noiva © Copyright 2012
Design por Delikka