Sempre Juntos | Diogo + Ana

30 de set de 2015

às 08:37


Hoje é dia de Sempre Juntos especial!
Sempre considero especial aqueles casamentos que acompanho os preparativos, que recebo o ensaio de fotos dos noivos, as fotos dos chás...
Acabo me envolvendo ainda mais com o casal, fico contando os dias junto com eles, e quando o dia chega fico imaginando tudo o que estão vivendo.
Foi assim com a Ana Paula e com Diogo, que me escrevem desde o começo!
(espia aqui o ensaio de fotos e o chá deles)

E chegou o dia de ver como foi tudo.
Um casamento lindo e encantador, com um amor transbordando no olhar.
A organização foi da Gabriela Schneider com fotos do Franco Rossi. <3

Fiquei super feliz ao receber esse casamento e principalmente o relato da noiva, que entendeu e sentiu profundamente o que é ser uma Sempre Noiva.

"Foi muito bom escrever, pois é reviver cada momento... Lembrar de todas os detalhes novamente e selecionar no meu coração o que mais mexe comigo. É difícil, pois tudo ainda me arrepia, e, tenho certeza, entendes bem isso, né?! Hoje, mais do que nunca, entendo o que significa ser uma "sempre noiva". Ainda quero, assim como tu, encontrar uma maneira de me manter uma noiva, de não deixar de viver esse sonho todos os dias. Podes ter certeza de que ainda continuarei a ler tuas postagens diariamente, pois desde que me conheço por gente o assunto casamento é para mim um mundo de encantamento."


"E não é que o tempo passou mesmo e estou aqui para o nosso “Sempre Juntos”?! 
É tão difícil escrever sobre a noite mais especial da minha vida passando a intensidade com que tudo aconteceu... Principalmente pelo envolvimento que tive com todas as escolhas e organização que tornou o nosso casamento tão lindo!
Tudo começou em março de 2014, quando decidimos que não adiaríamos mais o nosso sonho na lista de prioridades do casal. Após comunicarmos nossas famílias, a primeira coisa que fiz foi marcar uma reunião com a nossa amiga Gabi (a única certeza que tínhamos com relação aos profissionais era de que o cerimonial ficaria por conta dela). A conversa mal havia começado, quando a Gabi me mostrou as opções de serviço e sugeriu que, pelo que me conhecia, eu deveria viver o momento de planejamento intensamente, contratando o cerimonial básico, que inicia a partir das confirmações de presença, inclui os contatos com fornecedores para organização do cronograma do evento, montagem e cerimonial do dia. Estava decidido, eu faria tudo até lá, pois dispunha do principal: tempo e vontade para pesquisar cada detalhe! 
Logo a seguir, decidimos juntos, Diogo e eu, o local da festa e a igreja em que receberíamos a tão esperada bênção. Todas as escolhas foram muito intuitivas, não fiz muitas pesquisas orçamentárias, porque pesquisava o assunto há tempo e sabia exatamente o que esperava de cada um dos itens, qualquer influência de preços que me levasse para outro rumo tornaria tudo muito menos especial... Foi assim, sabendo o que queria, que decidi que os doces seriam feitos pela minha tia, mantendo a tradição das festas de família, e que escolhi os dois itens que considerava mais especiais com 1 ano e 3 meses de antecedência: meu vestido e as fotos. Meu vestido foi desenhado em maio de 2014 pela Sandra Ferraz, para quem não precisei explicar quase nada e de quem recebi o croqui daquele vestido que só tinha visto nos meus sonhos até então; e foi também em maio de 2014 que o Franco Rossi passou a ser o nosso fotógrafo, sem que eu sequer tivesse conversado com mais um profissional. Nesse período também conheci a Gerusa, da Improviso Arte e Eventos. Responsável pela decoração, a Gerusa foi muito além desse papel e compartilhou comigo muitas das apreensões pelas quais passei, tornando-se uma pessoa tão próxima que já sinto até saudade...
A partir daí fomos atrás dos itens que deixariam nosso casamento com o nosso jeitinho... Devota de Nossa Senhora Aparecida, sempre pensei em compartilhar a minha fé nesse dia. Na busca por um buquê de Nossa Senhora Aparecida, encontrei o Ateliê Sorria Guria!, que desenvolveu um especialmente para mim. O Diogo tem muita fé em São Jorge, então, nas medalhinhas dos nossos Bem Casados, de um lado Nossa Senhora Aparecida, do outro São Jorge.  Para entrar na Igreja, além do buquê, sempre sonhei em carregar um terço em mãos, mas a ausência de minha amada avó e do meu pai de coração (sim, tive a sorte de meus pais terem amigos amados que cuidaram de mim como se fosse filha e ganhei mais um pai, mais uma mãe e mais irmãos), fez com que optassepor um relicário, em que pude carregá-los comigo no meu grande dia. 
E aí o grande dia chegou e o frio que todos esperavam não fez questão de aparecer, mas o dia, que amanheceu ensolarado, começou a ficar cinza e a chuva veio... Eu, impressionantemente, mantive uma calma que não é minha e decidi que nada estragaria o nosso momento... Com a chuva já forte e muitas trovadas, a Gabi, que nessa hora acompanhava os últimos detalhes da montagem, escreveu: “Ana, chuva é bênção!”... E eu pensei: se chuva é bênção, que chova muito! A chuva deu uma trégua e saí do hotel, bem conduzida por um grande amigo no opala vermelho 1974 do meu irmão. Não queria atrasar e acabei precisando esperar um tempo no carro até a minha entrada. O pai do Diogo entrou na igreja com a minha mãe de coração, o Diogo com a mãe dele e uma tia muito querida que sempre o cuidou quando criança, e eu entrei com minha mãe e meu pai.
Foi uma cerimônia muito especial, conduzida pelo Padre Romeo Maldaner, o mesmo que celebrou meu batismo, quando eu tinha apenas 1 mês, e minha primeira eucaristia, quando tinha 9 anos. Amigo dos meus padrinhos de batismo, ele acompanhou muitos momentos de minha vida e soube passar as mais lindas mensagens... Impossível não se emocionar!
Nossa festa foi linda e animada. Após o jantar, antes de abrirmos a pista, dançamos a nossa música do mesmo jeitinho que fizemos no dia em que nos conhecemos: sem coreografia, no improviso, muito nós! Muitos outros momentos especiais ainda aconteceram, como quando entreguei para a minha irmã de coração, pessoa mais que especial na minha vida, o buquê com que entrei na igreja; e quando cantamos parabéns para o Diogo, que faz aniversário no dia 23/08. Apesar de agora parecer que eu estava dentro de um sonho, de ter a sensação de que passou num piscar de olhos e não aconteceu de verdade, cada detalhe da festa ficará em minha cabeça e no meu coração para sempre. Fica agora a vontade de viver isso muitas outras vezes....Organizar o nosso casamento, cuidar de cada detalhe, ver minha família ainda mais unida pela realização do meu sonho, sentir o amor das pessoas que nos cercam, sair da igreja e ver o sorriso e os aplausos do meu amado avô de 87 anos, dividir os momentos de preparação com a minha mãe, chegar à igreja e receber o olhar emocionado do meu pai, e ter o meu amor me recebendo e dizendo: “Minha princesa, tu estás ainda mais linda!”
























































Compartilhe: Tweet This ! Share On Facebook !
Curta:

1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Sempre Noiva © Copyright 2012
Design por Delikka