Contratar ou não serviço de filmagem para o seu casamento?

9 de nov de 2015

às 11:31

Quando eu casei, 6 anos atrás, as filmagens de casamento estavam começando a se modernizar.
Foi um dos serviços que contratei por último.
5 anos depois, nas nossas Bodas de Madeira, foi um dos primeiros fornecedores que fechei.
Sou apaixonada pelo meu vídeo das Bodas!

Mas hoje eu vim mostrar o relato de uma pessoa que viveu os dois lados da experiencia com vídeo: o de indicar para seus clientes e o de ter seu próprio evento registrado.



Afinal, o que ela acha sobre a contratação do serviço de filmagem, vale a pena?


"SIM, SEMPRE!

“A pessoa sai da festa mas a festa não sai da pessoa.” Esta foi a frase de um amigo meu, depois de estar de ´saco cheio´ de tanto ouvir eu falar e postar sobre a minha festa de 50 anos, mas afinal amigo é também para estas coisas.  Mal sabia ele que passados 2 anos eu voltaria com força total com o assunto.
Culpa do William Rossoni  e sua equipe de filmagem, César Algusto e Bernardo Malgarin ,que me presentearam esta semana com o vídeo da minha festa, assisti 4 vezes seguida, e chorei de emoção e felicidade em todas as vezes, bom demais reviver momentos felizes e outras tantas cenas que eu nem imaginava que haviam acontecido, entre sorrisos, abraços, emoção, surpresas, danças, brincadeiras e a linda decoração do dia, tudo isso ali em imagens coloridas se movendo a minha frente. Como não amar? Amei!
Pois bem, como algumas pessoas já sabem sou Organizadora de Festas e de tanto fazer e produzir festas para os clientes resolvi viver o outro lado da moeda e organizar a festa da minha vida, contando a história dos meus 50 anos vividos, semana passada completei 52 anos, então, o que vou contar para vocês (para os que tiverem paciência e interesse em ler e acompanhar) foram acontecimentos dos últimos 4 anos, e o quanto uma única festa pode mexer com tantos sentimentos, acontecimentos e pessoas. Na verdade a ideia era escrever desde o início da produção, como que um diário de acontecimentos, o tempo foi passando e eu apenas vivi os momentos e não registrei em palavras, mas em fotos sim, e MUITAS fotos, tenho arquivadas e ainda nem todas catalogadas. 
Desde o final dos meus 48 anos eu já estava pensando em fazer a comemoração dos 50, por vários motivos, o principal comemorar a vida vivida, outro poder resgatar pessoas importantes que fizeram parte da minha trajetória e ainda são muito queridas, embora a vida tenha nos afastado do convívio mais assíduo, e também poder entender os anseios que o cliente passa durante o processo de planejamento e dia do evento. Eu já imaginava que este item seria de um aprendizado, mas também que eu seria um pouco cliente e um pouco produtora, mas isto é assunto para outro dia.
Iniciei o texto de hoje falando em VÍDEO de festas e acabei desvirtuando do foco. Então agora vamos voltar ao assunto principal.
Normalmente quando o cliente senta em minha mesa de reunião para a primeira entrevista, e falamos sobre generalidades da sua desejada festa e os principais serviços que eles procuram, na chegada do momento do item imagens a fotografia invariavelmente vira destaque e ouço o seguinte – filmagem não precisa, a gente só vê uma vez, e é até chato” , aí entra todo o meu papo de explicar que este serviço hoje não é como antigamente, aqueles filmes, sim, muito chatos, gravados na íntegra, e ainda com aquela luz infernal que ofuscava e intimidava os convidados, aquele equipamento pesado no ombro do cinegrafista e metros e mais metros de cabo preto no meio do salão, ai meus Deus, quem iria gostar disso? – Ninguém, é lógico. Mas então porque insisto no serviço? Por que tudo mudou, ufa, ainda bem. Hoje existem equipamentos potentes e discretos, sem a luz forte, a filme de 2 horas virou em “ curtas”  interessantes de se ver e rever, há os trailers ou cafezinhos, que são postados tão logo termina o evento, para saciar e/ou ainda despertar mais a curiosidade do cliente convidados, os links podem ser compartilhados nas redes sociais, há inúmeros artifícios que os videomakers e editores usam para tornar prazeroso o momento de assistir, podem ser acompanhados por trilha sonora específica, inseridos fotos, feito retrospectivas, making of, enfim,... isto tudo explicado convido o cliente para primeiro ver o resumo de fotos de determinado evento e depois mostro o trailer, pronto, venda feita. Mas por que isso? Porque tenho certeza que ao receber o CD este mesmo cliente que foi resistente vai me ligar, ou escrever no comentário da postagem da rede social , Denise você tinha razão, ficou maravilhoso. BINGO! Ganhamos eu, o cliente, os convidados e a empresa que produziu. Assim, todos felizes, vamos ver, rever, curtir, compartilhar, relembrar, rir e novamente se emocionar. Então está combinado, para o próximo evento contrate SIM, este serviço.
Aqui o link dos trailers da minha festa de 50 anos, ai que saudades que dá, ainda bem que tenho os vídeos para relembrar. "

Trailer da decoração da festa:

        
                           Decoração - 50 anos Denise from William Rossoni on Vimeo.


o clipe que ganhei de presente (os meninos me acompanharam durante um ano em várias cenas de trabalho:

       


trailer da festa:

        
                         Trailer - 50 anos Denise from William Rossoni on Vimeo.



Dança especial (outro presente que ganhei da Cia. Atmosfera):

         
                    Cia. Atmosfera (50 anos Denise) from William Rossoni on Vimeo.








Compartilhe: Tweet This ! Share On Facebook !
Curta:

0 comentários:


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Sempre Noiva © Copyright 2012
Design por Delikka